Acidente no norte da Índia deixa ao menos 16 peregrinos mortos e 27 feridos

Nova Délhi, 16 jul (EFE).- Pelo menos 16 peregrinos morreram e outros 27 ficaram feridos neste domingo depois que o ônibus no qual se dirigiam à caverna-santuário de Amarnath despencou por uma encosta no distrito de Ramban, no estado de Jammu e Caxemira, no norte da Índia.

O oficial responsável do escritório de controle de Ramban, Javed Ahmad, disse à Agência Efe que o acidente aconteceu por volta das 14h20 locais (5h50 de Brasília) nesse distrito e que, até agora, 19 pessoas foram levadas em helicóptero para um hospital em Jammu.

As outras vítimas sofreram ferimentos menos graves e estão sendo atendidas em hospitais da região.

Por enquanto, as causas do acidente são desconhecidas, mas as primeiras hipóteses giram em torno de uma falha mecânica, acrescentou a fonte.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, expressou o seu pesar através do Twitter, onde escreveu que está "extremamente sentido pela perda de vidas", ofereceu suas condolências aos familiares das vítimas e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

O acidente ocorreu menos de uma semana depois que um grupo de peregrinos que se dirigia a Amarnath ficaram presos no meio de um enfrentamento entre a polícia e insurgentes, em um ataque que comoveu a Índia e que foi repudiado por todos os partidos, inclusive os grupos separatistas da Caxemira.

A caverna de Amarnath é um destino popular dos peregrinos pois, segundo a tradição hindu, foi ali que o deus Shiva revelou o segredo da imortalidade para sua esposa Parvati.

A lenda deu origem à crença de que aquele que peregrina até a caverna, onde há uma coluna de gelo que representa o falo de Shiva, obterá a "moksha", a imortalidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos