Ao menos 5 crianças morrem em bombardeios sobre a periferia da capital síria

Cairo, 16 jul (EFE).- Pelo menos cinco crianças morreram neste domingo após os bombardeios das forças governamentais da Síria sobre várias localidades de Ghouta Oriental, uma área controlada pelos rebeldes nos arredores de Damasco, a capital do país, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo o Observatório, um bombardeio entre a aldeia de Haza e a cidade de Zamalka causou a morte de pelo menos quatro crianças e ferimentos em outras dez, e algumas delas estão em estado grave.

Na localidade de Ain Tarma, uma menina morreu por outro bombardeio e outras 20 pessoas ficaram feridas, entre as quais há oito crianças, segundo o OSDH.

Os bombardeios coincidem com os combates entre as forças governamentais e facções islâmicas em Hosh al Dauahra, uma população situada na região da Al March, também em Ghouta Oriental.

Esses combates são os mais violentos que ocorrem nesta área há mais de 40 dias, segundo o OSDH.

Nos últimos dias foram registrados combates e bombardeios em diversos pontos de Ghouta Oriental, onde as forças leais ao presidente Bashar al Assad estão tentando isolar a região, para separá-la da capital.

A ofensiva governamental contra Ain Tarma começou em 20 de junho e agora coincide com uma trégua no sul do país, que está em vigor desde a semana passada em virtude de um acordo negociado entre Rússia, Estados Unidos e Jordânia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos