França quer "destruir" City londrina, diz responsável britânico

Londres, 16 jul (EFE).- A França quer um "Brexit" duro e "destruir" a City de Londres, o principal centro financeiro do Reino Unido e da Europa, é o que diz um relatório do enviado da City of London Corporation na União Europeia (UE), Jeremy Browne, obtido pela publicação "The Mail On Sunday".

No documento, que foi remitido ao Ministério da Economia, o "embaixador" da câmara municipal do distrito financeiro de Londres diz que a França não esconde os seus planos de aproveitar, através de um esforço coletivo "ativo", a saída do Reino Unido da UE para "atrapalhar e destruir" a City como centro das finanças europeias.

Browne revelou que suas reuniões com ministros franceses este mês e, em particular, com o Banco da França, foram "as piores" de todas as suas viagens pelo bloco, nas quais tentou persuadir os países-membros da UE da conveniência mútua de manter a City como o núcleo financeiro do continente.

"(Os franceses) são claros e cristalinos sobre o seu objetivo: debilitar o Reino Unido e enfraquecer a City de Londres", advertiu o responsável britânico.

O ex-parlamentar explicou que os franceses estão encorajados após a eleição do presidente Emmanuel Macron, como demonstram também as recentes visitas a Londres de delegados para oferecer incentivos às empresas para que se mudem para Paris.

Browne avisou que a mensagem que vem da capital francesa não provém de um único elemento "isolado", mas que o Estado francês, em seu conjunto, "não poderia ser mais claro sobre as suas intenções": "eles veem o Reino Unido e a City como adversários, não como sócios".

O enviado britânico explicou que "existe muita ansiedade em outras partes da UE sobre a posição agressiva dos franceses" e lamentou o fato de que "outros países que desejam uma relação amistosa com o Reino Unido e com a City de Londres estão sendo marginalizados".

O responsável da City of London Corporation - o governo municipal, que principalmente se encarrega de defender os interesses do setor financeiro - afirmou que a França quer avançar "em detrimento da City, mesmo que Paris não se beneficie disto".

Desde a vitória do "Brexit" no referendo de 23 de junho de 2016, a City of London Corporation se mobilizou para tentar manter o status da capital britânica como centro das finanças europeias e defende uma negociação com Bruxelas para estabelecer algum tipo de associação de conveniência mútua.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos