Guarda costeira chinesa entram por 1ª vez em águas do ocidente japonês

Tóquio, 16 jul (EFE).- Dois navios da Guarda Costeira da China penetraram neste sábado em águas territoriais do oeste de Japão, no que representa a primeira incursão deste tipo, segundo confirmaram hoje as forças japonesas.

As embarcações navegaram durante poucas horas em águas japonesas próximas às ilhas de Tsushima e Okinoshima, situadas no Estreito da Coreia, segundo se informou em coletiva de imprensa coberta pela agência "Kyodo".

A Guarda Costeira japonesa pediu às embarcações que saíssem destas águas, ainda que não tenha esclarecido o motivo nem se considerou esta ação uma intrusão ilegal.

Sob a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar se reconhece navios de outros Estados o direito de passagem inocente, sempre que este se pratique de conformidade com o direito internacional e as normativas locais.

Navios chineses, tanto pesqueiros como navios da Guarda Costeira, costumam penetrar frequentemente nas águas que o Japão considera pertencentes ao seu território em torno das ilhas Senkaku (Diaoyu em chinês).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos