Simulação de votação da Constituinte venezuela terá horário estendido

Caracas, 16 jul (EFE).- Os centros de votação estabelecidos pelo poder eleitoral da Venezuela, para simulação da votação popular da Constituinte, estenderão os horários devido filas "intermináveis", conforme divulgou o chefe de campanha ligado ao governo, Héctor Rodríguez.

"Nos informam que, em todos os centros eleitorais do país, as filas estão intermináveis, e que, apesar de os comandos de campanha informarem às pessoas que isto é só um simulacro, elas insistem que não vão se retirar", afirmou o representante chavista, em entrevista coletiva.

A prática foi convocada pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), para simular a votação proposta pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que deverá ser realizada no dia 30 de julho, e que serão escolhidos os redatores da nova da Constituinte.

A simulação acontece no mesmo dia de um plebiscito da oposição, que quer saber da população se estão de acordo, ou não, com a mudança da Constituição do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos