EUA farão "muito em breve" anúncio sobre acordo nuclear com o Irã

Washington, 17 jul (EFE).- O secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, fará "muito em breve" um acordo sobre o acordo nuclear com o Irã, após uma ordem do presidente Donald Trump para revisá-lo para decidir se o país sairá do pacto.

"O secretário de Estado fará um anúncio muito em breve sobre esse acordo. O presidente deixou muito claro que considera esse acordo ruim, muito ruim para os EUA", disse hoje o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, em entrevista coletiva.

Desde a assinatura do acordo nuclear com o Irã em 2015, o Departamento de Estado deve informar ao Congresso a cada 90 dias se o Irã está cumprido suas obrigações com o pacto, assinado também por França, Reino Unido, Alemanha, Rússia e China.

No último dia 18 de abril, Tillerson informou ao Congresso que o Irã estava cumprindo o acordo, mas acrescentou uma série de denúncias sobre as atividades do país e uma advertência de que a Casa Branca estava revisando o pacto nuclear.

Hoje se completam 90 dias desde essa ação de Tillerson. Por isso, o secretário de Estado deveria informar o Congresso se acredita que o Irã segue cumprindo o determinado pelo acordo.

Vários veículos da imprensa americana afirmaram na semana passada que é provável que o Departamento de Estado volte a confirmar o bom comportamento do Irã em relação ao pacto.

Mas isso não significa que Trump tenha decidido continuar vinculado ao acordo nuclear. Uma revisão do documento assinado está em andamento e, segundo o jornal "The Washington Post", deve estar pronta antes de um novo prazo de 90 dias.

Até o fim da revisão, o governo de Trump seguirá cumprindo os termos do acordo nuclear, afirmou na última quinta-feira a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.

Durante a campanha de 2016, Trump definiu o pacto como o "pior já feito". Já eleito, em abril, o presidente disse que os iranianos não estavam cumprimento o "espírito" do acordo.

Desde a entrada em vigor do pacto, o Irã também se queixa de que os EUA não cumprem o acordado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos