Milícias xiitas repelem 2 ataques ao oeste de Mossul e matam 7 jihadistas

Erbil (Iraque), 17 jul (EFE).- As milícias pró-governamentais iraquianas Multidão Popular informaram que repeliram nesta segunda-feira dois ataques do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no deserto de Nínive, situado ao oeste da cidade de Mossul, e mataram sete de seus combatentes, além de abater um drone usado por eles.

Em um comunicado, a Brigada 33 dessas milícias detalhou que pelo menos sete jihadistas morreram, entre eles dois terroristas suicidas, após atacar os milicianos majoritariamente xiitas nesse deserto ao sudeste de Mossul, que há pouco tempo era o principal reduto do EI no Iraque.

Além disso, a nota assegurou que a Multidão Popular explodiu um veículo do grupo radical que levava armas, enquanto outros três carros conseguiram fugir da zona onde ocorreram os combates.

Por sua vez, a Brigada 11 explicou em um comunicado que os seus homens destruíram seis veículos do EI quando estavam a ponto de atacar uma posição das milícias da zona de Al Hadar, também ao oeste de Mossul, ainda que não tenha dado detalhes sobre baixas nas fileiras jihadistas.

Enquanto isso, as forças da Brigada 28 da Multidão Popular conseguiram derrubar um drone do EI perto da zona Tel Sufuk, situada na fronteira entre Iraque e Síria.

A Multidão Popular lançou em 12 de maio a segunda fase da ofensiva contra o EI em zonas ao oeste da cidade de Mossul e fronteiriças com a Síria, no noroeste do Iraque.

As milícias operam nos territórios ao oeste de Mossul, onde o grupo extremista ainda controla áreas, enquanto perdeu o controle de Mossul, cuja "liberdade" foi anunciada pelas autoridades iraquianas na semana passada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos