Santos reitera pedido para que Maduro desista de Constituinte na Venezuela

Bogotá, 17 jul (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, reiterou nesta segunda-feira o pedido ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para que desista da Assembleia Constituinte convocada para o próximo dia 30 de julho.

"Reiteramos: a constituinte precisa ser cancelada para obter uma solução negociada, rápida e pacífica na Venezuela. O mundo inteiro está pedindo", escreveu Santos no Twitter.

O presidente colombiano se pronunciou após reunir-se hoje em Havana com o presidente de Cuba, Raúl Castro, com quem falou da paz em seu país e outros temas da agenda regional, marcada pela profunda crise enfrentada pela Venezuela, sócio estratégico da ilha.

Segundo o jornal "Financial Times", Santos buscaria convencer Castro para ser mediador da crescente crise na Venezuela. Há uma semana, o presidente colombiano pediu pela primeira vez de forma direta que Maduro mude de ideia sobre a Assembleia Constituinte.

"Para que haja uma solução negociada na Venezuela é preciso que Maduro cancele a Constituinte", disse então Santos no Twitter.

A oposição considera a iniciativa de Maduro como uma tentativa de consolidar uma ditadura no país. O governo diz que a Constituinte servirá como saída para a crise e fortalecerá a revolução bolivariana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos