Suíça registra queda em imigração no primeiro semestre de 2017

Genebra, 17 jul (EFE).- A imigração caiu na Suíça no primeiro semestre do ano, com uma redução de 11,9% de seu saldo migratório (25.526 pessoas), que quantifica o número de chegadas em comparação com o de saídas, informou nesta segunda-feira o Governo.

A queda da imigração é explicada, em grande parte, pela diminuição de chegada de cidadãos de Estados-membros da União Europeia (UE) e da Associação Europeia de Livre Mudança (AELC), formada por Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça, segundo números divulgados hoje pela Secretaria de Estado para as Migrações e recolhidas pela agência suiça "ATS".

Assim, o saldo migratório dos cidadãos dos países europeus reduziu consideravelmente (21,5%) até se estabelecer em 6.477 pessoas, um número mais baixo que o registrado no segundo trimestre de 2005.

Durante os seis primeiros meses de 2017, a imigração de estrangeiros residentes permanentes (pessoas com uma permissão de estadia de mais de 12 meses na Suíça) diminuíu 6% em comparação com 2016, e um total de 63.830 pessoas se instalaram na Suíça.

Além disso, pelo menos 35.411 estrangeiros com permissão de residência decidiram deixar a Suíça, uma queda de 2,3% se comparado com o mesmo período de 2016.

No entanto, as chegadas de estrangeiros "não-permanentes" aumentaram ligeiramente neste ano e se situaram em 0,8%, enquanto as saídas diminuíram em 3,6%.

Entre o começo de janeiro e final de junho de 2017, um total de 69.159 de cidadãos da UE ou da AELC foram para Suíça para trabalhar, um número que representa 1,8% a menos do total contabilizado no primeiro semestre do ano passado.

No total, na Suíça residem 2.042.132 estrangeiros, sendo os italianos o grupo mais volumoso (15,6%), seguido dos alemães (14,9%), portugueses (13,2%) e franceses (6,3%), segundo dados oficiais.

Durante o primeiro semestre, as autoridades suíças concederam a nacionalidade suíça a 20.712 pessoas, um aumento de 7,4% se comparado com o mesmo período de 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos