Rússia promete responder em breve à apreensão de suas propriedades nos EUA

Moscou, 18 jul (EFE).- A Rússia advertiu nesta terça-feira que dará uma resposta em breve à apreensão de suas propriedades diplomáticas nos Estados Unidos após comprovar que Washington não quer devolver sem receber nada em troca as duas residências de campo confiscadas como parte das sanções impostas pelo governo de Barack Obama.

"Muito em breve adotaremos as medidas de resposta. Dissemos aos americanos que suas tentativas de mostrar que têm direito (a impor condições) são todas inaceitáveis", disse à imprensa o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, após se reunir na segunda-feira em Washington com seu homólogo dos EUA, Thomas Shannon.

Dias antes de ceder o poder ao seu sucessor, Donald Trump, o já ex-presidente americano Barack Obama ordenou expulsar do país 35 diplomatas russos e confiscar duas luxuosas mansões em Maryland e Nova York, compradas pela Rússia ainda nos tempos da União Soviética.

Segundo Moscou, os dois imóveis eram usados como residências de campo para o descanso de diplomatas e suas famílias, enquanto o governo democrata argumentou que na realidade eram ninhos de espiões onde se exerciam "atividades de inteligência" contra os interesses dos EUA.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, optou então por deixar sem resposta o gesto hostil, com a esperança de que Trump mudaria a situação, o que ainda não aconteceu.

Aparentemente, a nova administração republicana exige do Kremlin algum tipo de concessão - que poderia estar relacionada com o conflito na Síria - para devolver as duas mansões.

"Rejeitamos de início qualquer tentativa de formular condições para que nos devolvam nossas propriedades. Foram expropriadas ilegalmente e, portanto, devem ser devolvidas de forma incondicional", ressaltou Ryabkov.

A situação em torno das propriedades diplomáticas russas, acrescentou o diplomata, "envenena o ambiente e torna muito difíceis algumas coisas" nas relações bilaterais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos