Tropas russas chegam ao sul da Síria em meio à trégua, segundo ativistas

Beirute, 18 jul (EFE).- Cerca de 400 soldados das tropas da Rússia chegaram nesta terça-feira ao norte da província síria de Deraa, que vive uma trégua há nove dias, para posicionar-se como força de separação entre os lados em confronto, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG explicou que os soldados russos se encontram no povoado de Al Muzbin e nos seus arredores, de onde se posicionarão como força de separação entre os soldados governamentais sírios e as facções rebeldes e islâmicas em outras partes da província de Deraa, bem como nas regiões de Al Sueida e Al Quneitra.

Nessas três áreas está em vigor desde o último dia 9 de julho um cessar-fogo, graças a um acordo entre a Rússia - aliada do governo de Damasco - e Estados Unidos e Jordânia, fiadores dos opositores.

Em declarações telefônicas à Agência Efe, o diretor do Organismo Geral Opositor para os Serviços Urbanos da cidade de Deraa, Ramzi Abu Nabut, disse que não dispõe de nenhuma informação sobre a chegada de tropas russas ao norte da província.

"Não vi nem ouvi nada disso", afirmou Nabut, que destacou ainda que a tranquilidade reina na região e que só foi rompida por alguns choques esporádicos em algumas áreas.

O Observatório assegurou ontem que nenhum civil nem combatente morreu desde o começo da cessação das hostilidades em Deraa, Al Quneitra e Al Sueida.

A ONG salientou que as violações do cessar-fogo se reduziram de maneira considerável com o passar dos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos