Irã responderá "em breve" com medidas recíprocas novas sanções dos EUA

Teerã, 19 jul (EFE).- O Governo do Irã anunciou que responderá "em breve" com medidas recíprocas as novas sanções impostas na terça-feira pelos Estados Unidos a Teerã, que qualificou de "ilegais".

A decisão dos EUA é "inútil", disse o Ministério das Relações Exteriores do Irã, através de um comunicado, onde pediu ao presidente americano, Donald Trump, a levantar as sanções para cumprir os compromissos do acordo nuclear assinado em julho de 2015.

Segundo o ministério iraniano, Washington tomou esta medida por causa de sua "incapacidade em convencer seus aliados europeus para que se saiam do acordo" nuclear.

As autoridades iranianos afirmaram que em represália sancionarão a "novos indivíduos e entidades americanas que tenham atuado contra o povo iraniano e outros povos muçulmanos da região ".

O governo dos EUA anunciou ontem sanções contra 18 indivíduos e entidades iranianas, os proibindo de fazer transações com americanos e seus bens congelados.

Os afetados estão ligados ao programa de mísseis balísticos do Irã e o apoio militar para Guarda Revolucionária, segundo os departamentos do Tesouro e de Estado.

Esta medida foi adotada um dia depois que o Governo de Trump certificasse no Congresso que o Irã segue cumprindo com as condições do pacto assinado com outras seis potências em 2015 para limitar o seu programa nuclear.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos