Ministro de Assuntos Regionais da Itália renuncia por desacordos com governo

Roma, 19 jul (EFE). - O ministro de Assuntos Regionais italiano, Enrico Costa, apresentou nesta quarta-feira sua demissão por uma "questão de consciência", após manifestar desacordo com algumas medidas da maioria governamental e por preferir aderir a um projeto político liberal.

O primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, aceitou a demissão e assumirá interinamente a pasta, conforme informou a presidência do Conselho de Ministros em comunicado.

"Chegou o momento de trabalhar em um programa político de ampla envergadura que reúna as forças liberais que durante décadas encarnaram as aspirações, os ideais, os valores e os interesses de milhões de italianos que rejeitam o extremismo e a demagogia", afirmou o já ex-ministro na carta de renúncia, divulgada pela imprensa.

Ele lembrou que nos últimos meses mostrou desacordos com algumas medidas, como um projeto de lei dirigido a conceder nacionalidade a filhos de imigrantes residentes na Itália e cuja tramitação ficou de lado - alguns a dão por acabada - pelas tensões que gerou na coalizão de governo.

"Não posso fingir que não vejo a fila daqueles que vislumbram um conflito entre o meu rol (de ministro) e a minha consciência. Como não quer criar problemas para o governo, renuncio ao rol e encontro com a minha consciência", apontou na carta.

Ministro desde janeiro de 2016, Costa foi eleito deputado em 2006 pelo partido Povo da Liberdade, do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi, mas em novembro de 2013 passou a outra formação, o Novo Centro-direita (NCD), de Angelino Alfano. O NCD foi o principal apoio dos últimos três governos do Partido Democrata (PD, centro-esquerda), guiados por Enrico Letta, Matteo Renzi e Gentiloni.

A renúncia, que já era comentada nos últimos dias, se produz depois que na noite da terça-feira se reuniram Gentiloni e seu principal parceiro, Alfano, que hoje descartou retomar com Berlusconi e expressou desejo de impulsionar um partido independente de direita e de esquerda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos