Turquia acusa várias empresas alemãs de terem vínculos com terrorismo

Berlim, 19 jul (EFE).- As autoridades da Alemanha receberam do governo da Turquia uma lista com várias empresas alemãs às quais Ancara acusa de possuir vínculos com o terrorismo, informou nesta quarta-feira a revista "Die Zeit".

Na lista, que segundo essa revista foi entregue semanas atrás ao Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA), aparecem 68 nomes, desde grandes consórcios industriais como Daimler e BASF, até estabelecimentos modestos de refeições rápidas ou particulares.

Todos os nomes são acusados de terem vínculos com o movimento do pregador Fethullah Gülen, que é apontado por Ancara como o cérebro por trás do fracassado golpe de Estado de um ano atrás.

Segundo a "Die Zeit", em Berlim a lista é considerada "ridícula" e "absurda" e o BKA pediu mais informações às autoridades turcas, sem receber resposta até o momento.

Estas informações coincidem com um momento de alta tensão entre Ancara e Berlim, derivada da prisão na Turquia de seis ativistas defensores dos direitos humanos, entre eles o alemão Peter Steudtner e a diretora da filial turca da Anistia Internacional (AI), Idil Eser.

O Ministério de Assuntos Exteriores alemão convocou hoje o embaixador turco em Berlim para transmitir a "indignação" do governo por estas detenções e pedir a imediata liberdade dos ativistas, detidos sob a "descabida" acusação de que estão vinculados com organizações terroristas.

A detenção dos ativistas gerou outra crise nas complicadas relações recentes entre Turquia e Alemanha, onde residem três milhões de cidadãos de origem turca.

Com o encarceramento de Steudtner são nove os alemães - quatro deles com dupla nacionalidade - que estão presos na Turquia acusados de propaganda terrorista ou de estarem vinculados com o golpe de Estado fracassado.

O caso mais destacado é o do correspondente do jornal alemão "Die Welt", Deniz Yücel, detido desde fevereiro em Istambul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos