Ex-assessor especial de Lula e Dilma, Marco Aurélio Garcia morre aos 76 anos

Brasília, 20 jul (EFE).- Ex-assessor especial de assuntos internacionais dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, o historiador Marco Aurélio Garcia morreu nesta quinta-feira, aos 76 anos, vítima de um infarto.

Nascido em Porto Alegre, Garcia sofria há anos de problemas cardíacos que se agravaram em 2013 e levaram os médicos a realizar uma complicada operação para implantar duas pontes de safena.

Durante os governos do PT, o professor aposentado de História da Unicamp foi um homem-chave na política externa do Brasil, especialmente em assuntos ligados à América Latina, região à qual dedicou boa parte de seus estudos e sua vida política.

Garcia entrou na política na juventude, quando se ligou as comunistas que dominavam as universidades de Porto Alegre. Durante a ditadura militar, se exilou na França, onde participou dos movimentos de maio de 1968.

Depois, retornou ao Brasil para sair ao exílio mais uma vez, residindo no Uruguai, Chile, Argentina e México, até que voltou ao país em 1979, com a abertura política promovida pela ditadura.

Garcia participou em 1980 da fundação do PT ao lado de Lula e também foi um dos promotores do Foro de São Paulo, que reúne os partidos de esquerda da América Latina.

Seu protagonismo na política externa do governo Lula em todos os assuntos relativos à América Latina e sua amizade com muitos dos líderes regionais da época levaram muitos a chamá-lo de "chanceler na sombra". Garcia, no entanto, sempre negou o título, ao dizer que era apenas um "colaborador" do agora ex-presidente.

No entanto, o ex-assessor foi um importante mediador em conflitos regionais, como a disputa entre o ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez com a oposição, e as diversas tentativas de negociar a paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Além disso, Garcia foi um dos promotores do Fórum Social Mundial, uma das últimas grandes experiências da esquerda internacional e que foi plataforma para muitos dos líderes latino-americanos mais progressistas que chegaram ao poder nos últimos 15 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos