Sessions falou com russos sobre Trump antes das eleições, diz jornal

Washington, 21 jul (EFE).- O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, conversou com o embaixador da Rússia em Washington, Sergey Kislyak, sobre assuntos relacionados com a campanha do então candidato Donald Trump, um fato que o ex-senador negava até então, afirmou nesta sexta-feira o jornal "The Washington Post".

Centro da investigação sobre o escândalo da interferência da Rússia nas eleições presidenciais americanas, Kislyak teria explicado aos seus chefes no Kremlin que tratou com Sessions sobre assuntos da campanha e possíveis opções de política externa de Trump se ele vencesse a democrata Hillary Clinton.

Sessions se encontrou pelo menos duas vezes com Kislyak durante a campanha enquanto era senador e assessor de Trump, mas sempre afirmou que esses encontros tinham relação com sua atividade legislativa.

Os encontros ocorreram em julho e em setembro de 2016, pouco tempo antes das eleições de 8 de novembro vencidas por Trump, e meio a uma tempestade política pela suposta interferência do Kremlin no pleito através de ataques cibernéticos.

Sessions não revelou essas reuniões durante o processo de confirmação de sua nomeação no Senado. Por esse motivo, ele foi obrigado a se negar participar de qualquer investigação do Departamento de Justiça e do FBI sobre o caso.

"Nunca tive reuniões com funcionários russos ou intermediários russos sobre a campanha de Trump", disse Sessions na época.

No entanto, uma das fontes hoje citadas pelo "Post" garante que o procurador-geral fez declarações enganosas que se "contradizem por novas provas".

Na quarta-feira, em entrevista ao "The New York Times", Trump disse ter se arrependido de indicar Sessions. O presidente afirmou que teria mudado de ideia se soubesse que o ex-senador iria se recusar a participar de qualquer investigação sobre a Rússia.

Depois das afirmações do presidente, Sessions disse que tem a intenção de continuar no cargo, apesar de a relação com Trump ter se deteriorado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos