Terremoto de magnitude 6,4 graus deixa 2 mortos na ilha grega de Kos

(Acrescenta novos detalhes).

Atenas, 21 jul (EFE).- Um terremoto de magnitude 6,4 graus na escala Richter deixou pelo menos dois mortos e três feridos nesta sexta-feira na ilha de Kos, na Grécia, informou o prefeito da região, Yorgos Kyritsis.

O tremor ocorreu por volta de 1h30 no horário local (20h30 desta quinta-feira em Brasília). As vítimas estavam no momento do abalo sísmico em um bar, cujo teto desabou devido ao impacto do terremoto.

Muitas pessoas entram em pânico por causa do tremor e deixaram suas casas por medo de réplicas.

Um terço do território de Kos ficou sem eletricidade devido ao tremor, que também foi sentido na ilha de Rodes. O epicentro do terremoto foi no mar, entre as ilhas, a apenas dez quilômetros de profundidade, segundo o Instituto Geodinâmico de Atenas.

Segundo o primeiro balanço dos danos, na capital Kos, uma igreja desabou, assim como parte da mesquita na Praça da Liberdade e a igreja de Ayia Paraskevi ficou bastante danificada.

Para a ilha se deslocaram vários ministros, entre eles o da Marinha Mercante, Nektarios Santorini, observando que o Aeroporto de Kos funciona normalmente, mas o porto sofreu muitos danos, forçando duas grandes balsas a atracar em duas ilhas próximas.

Em declarações à emissora pública "ERT", Santorini emitiu uma mensagem tranquilizadora, afirmou que não há mais perigo e pediu para que todos não tenham pânico.

O terremoto aconteceu justamente no início da temporada turística.

Segundo afirmou a imprensa local, o ambiente entre os turistas é de relativa tranquilidade.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o terremoto chegou a 6,7 graus de magnitude na escala Richter.

Pouco depois do primeiro tremor, uma réplica de 5,1 graus foi registrada ao norte da ilha de Leros, na mesma profundidade. A primeira réplica foi seguida de outras três, de magnitudes, 4,6, 4,5 e 4,7 graus, segundo o Instituto Geodinâmico de Atenas.

O terremoto também foi sentido na província de Mugla, no litoral sudoeste da Turquia. Até o momento, as autoridades locais não registraram vítimas ou danos materiais. Apenas alguns prédios mais antigos apresentaram rachaduras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos