Província síria de Idlib não registra incidentes após cessar-fogo

Cairo, 22 jul (EFE).- A calma prevalece desde ontem à noite na província síria de Idlib, após o acordo de cessar-fogo alcançado entre o Organismo de Liberdade do Levante (aliança da ex-filial da Al Qaeda) e o Movimento Islâmico dos Livres de Sham, segundo informou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Ontem, as duas facções islâmicas, as principais em Idlib, anunciaram um acordo para cessar as hostilidades e pôr fim aos combates entre ambas partes que se registravam há vários dias.

O pacto estipula a libertação de todos os prisioneiros, bem como a saída das facções da passagem fronteiriça de Bab al Haua, entre Idlib e a Turquia.

Desde o último dia 18, as duas facções se enfrentaram em choques que ontem se transferiram ao cruzamento de Bab al Haua.

Pelo menos 77 combatentes e 15 civis morreram desde o início dos combates.

A disputa surgiu depois que pelo menos três pessoas foram feridas por disparos em uma manifestação na qual os participantes levavam a bandeira da revolução síria na cidade de Idlib.

Testemunhas acusaram o Organismo de Liberdade do Levante de ter feito este ataque e de ter içado no dia seguinte uma bandeira com a "shahada", a profissão de fé muçulmana que diz que "Não há outro Deus que Alá e Maomé é seu profeta", em uma praça da cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos