Rússia anuncia assinatura de acordo para "zona de distensão" perto de Damasco

Moscou, 22 jul (EFE).- O Ministério de Defesa da Rússia anunciou neste sábado que foram assinados acordos para criar e regular uma "zona de distensão" na região de Ghouta Oriental, o principal bastião da oposição síria nos arredores de Damasco.

"Estes documentos estabelecem os limites da zona de distensão, as prerrogativas e locais de abrigo das forças de supervisão, bem como as rotas para o fornecimento de ajuda humanitária à população e o livre deslocamento das pessoas", destacou o ministério russo em um comunicado.

Os acordos foram assinados por militares russos e representantes da oposição moderada síria com a mediação do Egito.

"A expectativa é que nos próximos dias saia o primeiro comboio humanitário rumo à zona de distensão (em Ghouta Oriental) e comece a evacuação dos feridos", acrescentou o comunicado da pasta.

Segundo Moscou, os acordos constituem um desenvolvimento das rodadas negociações de Astana para a supervisão do cessar-fogo declarado na Síria em 30 de dezembro do ano passado.

O anúncio da assinatura dos documentos para o estabelecimento da zona de distensão em Ghouta Oriental acontece dois depois de que pelo menos 28 militares sírios morreram em uma emboscada preparada por uma facção islâmica nessa região, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Nas últimas semanas se intensificaram as hostilidades em Ghouta Oriental, onde as forças governamentais sírias tentam progredir frente a facções rebeldes e islâmicas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos