PUBLICIDADE
Topo

Brasileiros morrem em ataque atribuído ao PCC em discoteca no Paraguai

24/07/2017 10h45

Assunção, 24 jul (EFE).- Pelo menos quatro pessoas de nacionalidade brasileira morreram e outras seis ficaram feridas nesta segunda-feira depois que foram atacadas com disparos de armas de fogo em uma discoteca na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, perto da fronteira com o Brasil, uma agressão que alguns veículos de imprensa locais atribuíram à organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

As vítimas, dois homens e duas mulheres com idades compreendidas entre 18 e 24 anos, morreram em consequência dos disparos que foram realizados durante a madrugada por dois desconhecidos quando se encontravam em um recinto da discoteca Áster Office, informou a Divisão Regional de Homicídios do Paraguai.

Além disso, outras seis pessoas, de nacionalidades brasileira e paraguaia e com idades compreendidas entre 21 e 28 anos de idade, também ficaram feridas e foram levadas para hospitais de Pedro Juan Caballero.

A fonte indicou que os agressores utilizaram um fuzil automático e pistolas de nove milímetros durante o ataque, que continua sob investigação.

A imprensa de Pedro Juan Caballero não descarta que o episódio esteja ligado a um ajuste de contas entre o PCC e um grupo rival. EFE

jm/rpr