Genro de Trump acertou compra de edifício com oligarca russo, diz "Guardian"

Washington, 24 jul (EFE).- O genro e assessor do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, Jared Kushner, conseguiu adquirir parte de um edifício em Nova York graças a um acordo com o oligarca russo Lev Leviev, cujas empresas estão sendo investigadas pela Justiça e pelo Congresso dos EUA, informou nesta segunda-feira o jornal "The Guardian".

Uma investigação da publicação britânica estabeleceu conexões polêmicas entre o círculo de confiança de Trump, cidadãos russos investigados pela Justiça dos Estados Unidos por lavagem de dinheiro e a existência de negócios imobiliários em Nova York.

Entre essas conexões, está incluída a venda em 2015 de parte do velho edifício do jornal "The New York Times" em Manhattan, um negócio que contou com a participação de Kushner e do multimilionário Lev Leviev.

Leviev, conhecido como o "Rei dos Diamantes", era sócio comercial da empresa russa Preventon Holdings, que está sendo investigada pela Procuradoria de Nova York por supostamente tentar usar transações imobiliárias efetuadas em Manhattan para lavar dinheiro obtido de maneira ilícita.

Segundo "The Guardian", os laços entre os negócios imobiliários da família Trump e cidadãos russos fazem parte da investigação realizada por Robert Mueller, ex-diretor do FBI nomeado pelo Departamento de Justiça para investigar o possível conluio da campanha do governante republicano com a Rússia.

Na semana passada veio à tona que Mueller estava investigando as finanças e os negócios do magnata e de sua família antes de sua chegada à Casa Branca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos