Talibãs reivindicam atentado no leste do Paquistão

Islamabad, 24 jul (EFE).- O principal grupo talibã paquistanês, Tehrik-i-Taliban Pakistan (TTP), reivindicou o atentado suicida que deixou nesta segunda-feira pelo menos 25 mortos e 40 feridos na cidade de Lahore, no leste do país.

"Fida Hussain Swati, pertencente ao esquadrão suicida do TTP, matou dezenas de policiais com uma moto-bomba", afirmou em um comunicado enviado aos meios de comunicação o porta-voz do grupo insurgente, Mohamed Khurasani.

A fonte advertiu aos aliados "dos infiéis" que se não se derem por vencidos e desocuparem o terreno "arderão como os infiéis no inferno", acrescentou o porta-voz, sem especificar a quem está dirigida sua mensagem.

Pelo menos 25 pessoas morreram, dez delas policiais, e 40 ficaram feridas no ataque e um porta-voz da polícia de Lahore indicou que o suicida detonou os explosivos que levava em uma área dessa cidade na qual se estava fazendo uma operação de demolição de moradias ilegais, razão pela qual havia forte presença policial.

O TTP ficou muito debilitado após as operações que o exército lançou em junho de 2014 nas áreas tribais do noroeste do país, com a qual causou a morte de cerca de 3.500 supostos terroristas, e que depois ampliou ao resto do país em fevereiro deste ano após uma série de atentados.

Há uma semana, as forças armadas iniciaram uma nova ofensiva em áreas fronteiriças com o Afeganistão contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Essas ofensivas ajudaram a reduzir os ataques terroristas de forma considerável no país asiático.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos