Ataque talibã contra base militar deixa 26 soldados mortos no Afeganistão

Cabul, 26 jul (EFE).- Pelo menos 26 soldados afegãos morreram e outros 13 ficaram feridos em um ataque talibã a uma base militar na província de Kandahar, no sul do Afeganistão, no qual 80 insurgentes foram "mortos e feridos", informou nesta quarta-feira uma fonte oficial.

O ataque contra a base militar, localizada no distrito de Khakriz, começou na noite de terça-feira e se prolongou durante horas, segundo informou hoje, através de um comunicado, o Ministério da Defesa afegão, explicando que 26 soldados morreram e 13 ficaram feridos.

"Durante as longas horas de combate, mais de 80 talibãs também morreram ou ficaram feridos", diz o comunicado, sem divulgar mais detalhes.

Um membro do governo provincial, que pediu para não ser identificado, assegurou à Agência Efe que o número de soldados mortos supera 30, um dado que não foi confirmado oficialmente.

O vice-porta-voz do Ministério de Defesa, Muhammad Radmanish, explicou à Efe que tropas foram enviadas da capital regional Kandahar até a área onde aconteceu o ataque, situada mais ao norte, para esclarecer o incidente.

O porta-voz do governador provincial, Samim Khpalwak, indicou à Efe que os talibãs abandonaram a área e, neste momento, a situação está calma.

Segundo o porta-voz, a base militar atacada se encontra em uma área próxima a zonas controladas pelos talibãs nas províncias vizinhas de Helmand e Uruzgan, e dali os insurgentes obtêm apoio para atacar áreas vulneráveis de Kandahar.

Um porta-voz dos insurgentes, Qari Yusuf Ahmadi, assegurou em um comunicado divulgado em Cabul que o ataque à grande "base" durou quatro horas até a madrugada e assegurou que 74 soldados afegãos morreram e outros dez foram detidos.

Kandahar é o berço do movimento talibã e é considerada uma das suas principais fortificações no país.

No último mês de maio, em uma série de ataques dos insurgentes contra bases militares e postos de controle em Kandahar, morreram pelo menos 25 soldados e 20 policiais em três ações diferentes.

Um mês antes, em uma das piores ofensivas dos talibãs contra as forças de segurança afegãs, 135 soldados morreram em um ataque a uma base militar em Mazar-e-Sharif, no norte do Afeganistão, o que provocou a demissão de toda a cúpula de Defesa do país.

Desde o fim da missão de combate da OTAN em janeiro de 2015, os insurgentes foram ganhando terreno em diversas partes do Afeganistão e atualmente controlam, têm influência ou disputam com o governo pelo menos 43% do território, segundo dados dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos