Morrem 2 militares alemães em queda de helicóptero da ONU no norte do Mali

Bamaco, 26 jul (EFE).- Um helicóptero da missão da ONU no norte de Mali (Minusma) caiu nesta quarta-feira na região de Gao, matando dois militares de nacionalidade alemã, informaram à Agência Efe fontes da missão.

A Minusma enviou uma equipe ao local do acidente para iniciar uma investigação sobre as suas causas e as circunstâncias em que ocorreu.

Fontes de segurança explicaram à Efe que o helicóptero sobrevoava uma região conhecida por ser área de combate entre grupos armados tuareg da Coordenadoria de Movimentos do Azawad (CMA, rebeldes), e da Plataforma (ligados ao governo central).

A Minusma conta com 13.289 militares e 1.920 policiais e sua missão prioritária é ajudar a garantir a aplicação do acordo de paz assinado em 2015 entre o governo do Mali e grupos rebeldes do norte do país.

A missão no Mali se transformou na mais perigosa de todas as que a ONU tem em operação no mundo e sofre ataques de forma quase contínua dos grupos terroristas vinculados a Al Qaeda que operam no norte do país.

A situação no Mali é instável desde o golpe de Estado de 2012, quando grupos rebeldes tuareg, junto a organizações jihadistas, assumiram o controle do norte do país durante dez meses.

Os jihadistas foram teoricamente expulsos graças a uma intervenção internacional liderada pela França em janeiro de 2013, mas grandes áreas do país seguem fora do controle do Estado, e esse vácuo é aproveitado por grupos terroristas que realizam ataques contra forças malinesas e efetivos da Minusma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos