Jovem morre após tentar fazer "selfie" com um elefante na Índia

Nova Délhi, 27 jul (EFE).- Um jovem indiano morreu após ser atacado por um elefante com o qual tentava fazer uma selfie em um parque natural da cidade de Bangalore, no qual tinha entrado ilegalmente com o propósito de tirar fotos com os animais, informaram nesta quinta-feira meios de comunicação locais.

"Estacionou sua moto perto da Colônia Hakki-Pikki, situada atrás da área de safáris do BBP, e se infiltrou ilegalmente dentro do parque junto a um par de amigos. Quando supostamente estava fazendo selfies na frente de um elefante chamado Sundar, este lhe atacou", explicou uma fonte do parque ao jornal local "Bangalore Mirror".

O parque, Bannerghatta Biological Park (BBP), estava fechado quando aconteceu o incidente na terça-feira passada, por tratar-se do dia semanal de fechamento estipulado.

A vítima, de 30 anos e identificado como Abhilash, tinha conseguido se fotografar com outros dois paquidermes antes que Sundar lhe desse o golpe que acabou com a sua vida, de acordo com o jornal.

As mortes de pessoas enquanto fazem "selfies" são estranhamente frequentes na Índia, onde vez ou outra são relatados casos de vítimas arrastadas pelas ondas em orlas marítimas ou atropeladas em ferrovias.

No ano passado, a polícia do distrito de Agra (norte) anunciou que deteria por "tentativa de suicídio" quem fizesse selfies na frente de trens, dias depois que três jovens morreram enquanto se fotografavam nos trilhos de uma cidade próxima.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos