EUA, França, Alemanha e Reino Unido condenam lançamento de foguete do Irã

Washington, 28 jul (EFE).- Estados Unidos, França, Alemanha e Reino Unido condenaram nesta sexta-feira o lançamento do foguete iraniano portador do satélite Simorq, com o qual o Irã inaugurou o Centro Espacial Nacional Ímã Khomeini.

"Condenamos esta ação", afirmaram as potências ocidentais em um comunicado conjunto.

"Com seu último lançamento de um veículo espacial Simorq, em 27 de julho, o Irã demonstrou novamente uma atividade incoerente com a Resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU", ressaltaram os EUA e seus aliados.

"Esta resolução - lembram - pede ao Irã para não fazer nenhuma atividade relacionada a mísseis balísticos desenvolvidos para serem capazes de carregar armas nucleares, inclusive os lançamentos que usam tecnologia como este lançamento".

Segundo esses países, "os veículos de lançamento espacial usam tecnologias que estão estreitamente relacionadas com as do desenvolvimento de mísseis, em particular com as de mísseis balísticos intercontinentais".

"Este passo segue os lançamentos de mísseis na Síria em 18 de junho e o teste de mísseis de médio alcance em 4 de julho", afirmaram, ao reiterar que essas práticas violam a citada resolução da ONU e "têm um impacto desestabilizador na região".

"Pedimos ao Irã que não faça mais lançamentos de mísseis balísticos e atividades relacionadas", acrescentam as potências.

O comunicado foi emitido após Departamento do Tesouro dos EUA anunciar nesta sexta-feira uma nova rodada de sanções contra seis entidades associadas ao programa de mísseis de Teerã, após o lançamento do foguete espacial iraniano.

O portador de Simorq é capaz de colocar satélites de até 250 quilos em órbita a 500 quilômetros acima da superfície da Terra, apontou nesta sexta-feira a agência oficial iraniana "Irna".

O Centro Espacial Nacional Ímã Khomeini, inaugurado na quinta-feira, abrange todas as operações relacionadas com a colocação em órbita de satélites, desde sua preparação ao seu lançamento, controle e direção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos