Israel restringe entrada de palestinos na Esplanada das Mesquitas

Jerusalém, 28 jul (EFE).- O governo de Israel não permitirá a entrada de palestinos menores de 50 anos na Esplanada das Mesquitas de Jerusalém nesta sexta-feira, dia sagrado muçulmano, após os distúrbios de ontem no recinto sagrado.

"Só se permitirá (o acesso) a homens maiores de 50 anos e mulheres de todas as idades", declarou a polícia em um comunicado que prevê o "desenvolvimento de distúrbios e manifestações".

Os palestinos voltaram a rezar ontem na Esplanada pela primeira vez depois do ataque mortal do último dia 14, no qual morreram dois policias israelenses e os três agressores árabe-israelenses, e da posterior rejeição às medidas de segurança que Israel impôs nos acessos, que finalmente retirou na madrugada de quinta-feira.

No entanto, ontem voltaram os distúrbios dentro e fora do recinto sagrado, nos quais ficaram feridos mais de cem palestinos e um policial israelense.

As forças de segurança entraram ontem à noite de novo no complexo, onde está a mesquita de Al Aqsa e a Cúpula da Rocha, para "desocupar" o lugar de fiéis perante a previsão de protestos hoje.

"A polícia tirou da área as pessoas que planejavam passar a noite na mesquita de Al Aqsa e participar nas manifestações no Monte do Templo (denominação judaica da Esplanada) hoje", indicou o porta-voz policial, Micky Rosenfeld, em um comunicado.

Israel enviou unidades adicionais de policiais a Jerusalém e limitarão o trânsito nas vias ao redor da Cidade Velha, no leste ocupado da cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos