Possível sucessor de "El Chapo" se entrega à polícia nos EUA

Cidade do México, 28 jul (EFE).- Dámaso López Serrano, conhecido como "Mini Lic", afilhado de Joaquín "El Chapo" Guzmán e um dos seus possíveis sucessores no Cartel de Sinaloa, se entregou à agência americana de combate às drogas (DEA) em Calexico, na Califórnia, informou nesta sexta-feira à Agência Efe uma fonte do governo federal mexicano.

As autoridades consultadas detalharam que a detenção aconteceu na quarta-feira, 26 de julho, por volta das 7h (horário local, 9h de Brasília).

Agentes da Procuradoria Geral da República do México tinham cercado Serrano em Mexicali, na fronteira com os Estados Unidos, razão pela qual este cruzou para território americano.

No cruzamento fronteiriço de Calexico, entre a Califórnia e o estado mexicano de Baja California, Serrano se apresentou perante o Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP, na sigla em inglês), e esta foi a responsável de entregar o criminoso à DEA.

"Mini Lic" é filho de Dámaso López Núñez, de codinome "El Licenciado" e considerado o sucessor de "El Chapo" Guzmán, que foi capturado no último 2 de maio em um edifício de luxo da Cidade do México.

"El Licenciado" era considerado o braço direito de Guzmán, especialmente depois que este foi capturado em janeiro de 2016 em Los Mochis, no estado de Sinaloa, mas entrou em disputa com Jesús Alfredo e Iván Archivaldo Guzmán, filhos de "El Chapo", pelo controle do cartel.

Após a sua detenção, se pressupõe que seu filho tomou as rédeas dessa facção do cartel de Sinaloa, até a sua própria detenção nesta quarta-feira na fronteira dos Estados Unidos com o México.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos