Trump condena novo míssil norte-coreano e adotará medidas para proteger EUA

Washington, 28 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou nesta sexta-feira o lançamento de um novo míssil balístico pela Coréia do Norte e adiantou que tomará "todas as medidas necessárias" para proteger seu país e aliados na região.

O míssil lançado, de tipo intercontinental e o segundo em menos de um mês, é "a última ação temerária e perigosa" do regime de Pyongyang, segundo criticou Trump em comunicado divulgado pela Casa Branca.

"Ao ameaçar o mundo, estas armas e testes isolam ainda mais a Coreia do Norte, debilitam a sua economia e sacrificam o seu povo", enfatizou Trump ao condenar o novo teste.

"Os Estados Unidos tomarão todas as medidas necessárias para garantir a segurança da pátria americana e proteger os aliados na região", acrescentou o governante.

O míssil foi disparado da província de Chagang, na fronteira com a China, e voou durante 45 minutos antes de cair no Mar do Japão, chamado "Mar do Leste" nas duas Coreias.

O governo americano assegurou que esse míssil era intercontinental e voou por mil quilômetros antes de cair no Mar do Japão, o que marca o segundo lançamento de um projétil norte-coreano desse tipo em menos de um mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos