Bombardeios russos deixam pelo menos 6 mortos no nordeste da Síria

Cairo, 30 jul (EFE).- Pelo menos seis pessoas morreram nas últimas 24 horas em bombardeios da aviação russa em zonas sob controle do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no leste da província síria da Raqqa, no nordeste da Síria, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A fonte detalhou que entre as vítimas há três membros de uma mesma família e uma mulher, e advertiu que o número de mortos pode aumentar, dada a gravidade de alguns dos feridos.

Segundo o OSDH, os aviões da Rússia, aliada do governo de Damasco, continuam realizando incursões em Raqqa.

Por outro lado, o Observatório informou que 12.477 pessoas morreram pelos bombardeios da Rússia na Síria desde 30 de setembro de 2015.

A fonte acrescentou que 85 civis morreram no último mês por conta dos ataques aéreos da aviação de russa, entre eles 22 crianças.

No total, desde o início das operações militares da Rússia em território sírio, 1.308 menores de idade morreram, além de 756 mulheres e 3.258 homens.

Nesse período, também morreram 3.646 combatentes do EI e 3.509 milicianos de facções rebeldes e islâmicas, entre as quais estão a ex-filial síria da Al Qaeda e outro grupo radical.

O OSDH denunciou mais uma vez que a aviação russa usa em seus ataques bombas carregadas com uma substância denominada térmite, composta de pó de alumínio e óxido de ferro, que causa queimaduras porque sua combustão dura cerca de três segundos após ser lançada. EFE

fc/cs

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos