ONG venezuelana registra 64 detidos em protestos contra Constituinte

Caracas, 30 jul (EFE).- A ONG Foro Penal Venezuelano (FPV) contabilizou neste domingo 64 detidos até o momento durante os protestos contra as eleições da Assembleia Nacional Constituinte realizadas na Venezuela e durante as quais oito pessoas morreram, segundo o Ministério Público do país.

O FPV apontou através do Twitter que 30 dessas detenções aconteceram no estado Zulia, no noroeste do país, enquanto em Mérida (oeste) e Monagas (este) houve cinco detidos em cada.

Entretanto, no estado de Aragua houve seis apreensões, três na capital venezuelana, três em Carabobo (centro norte), e outras três em Anzoátegui (nordeste) foram detidas em protestos.

Em Miranda (centro), Táchira e Trujillo, houve dois em cada estado; em Lara e Cojedes, houve um em cada.

No sul do país também há um detido até o momento, no estado Bolívar, segundo a ONG.

Neste domingo a Venezuela realizou a votação da Assembleia Nacional Constituinte para mudar a Constituição do país, um processo criticado pela oposição, pela Igreja Católica e por parte do chavismo, assim como por vários países da região e do mundo.

Oito pessoas morreram durante os protestos de hoje, segundo o Ministrio Público, mas a oposição afirma que foram 14.

No total, segundo dados do Ministério Público, o número oficial de mortos durante a onda de manifestações que vive a Venezuela desde o início de abril é de 117.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos