Países árabes estão abertos ao diálogo se Catar deixar de apoiar terrorismo

Manama, 30 jul (EFE).- Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito mostraram neste domingo disposição para dialogar com o Catar para resolver a atual crise diplomática da região desde que o emirado deixe de apoiar o terrorismo.

"Os quatro países anunciam sua disposição ao diálogo com o Catar com a condição que o emirado anuncie seu desejo sincero de deter o apoio e o financiamento do terrorismo, do extremismo e da difusão do discurso do ódio", disse o ministro de Relações Exteriores do Bahrein, Khalid bin Ahmed Al Khalifa, em uma coletiva de imprensa na capital do país, Manama.

Além disso, o chanceler bareinita pediu ao Catar que cumpra as 13 demandas impostas pelos vizinhos e que se comprometa a "não intervir nos assuntos de outros países".

Perguntado pelos jornalistas, Al Khalifa reforçou que o pedido de diálogo não significa que os quatro países tenham renunciado a nenhum dos pedidos feitos ao Catar.

Os quatro países, que romperam relações diplomáticas com o Catar no início de junho, exigiram que o emirado cumprisse uma lista de 13 demandas. Entre os pedidos está o fechamento da emissora "Al Jazeera", de uma base militar turca no país e o distanciamento do Irã, inimigo histórico da Arábia Saudita.

Na reunião de hoje, os quatro países acusaram o Catar de impor "obstáculos" aos habitantes do emirado para viajar à cidade santa de Meca, na Arábia Saudita, para realizar a peregrinação muçulmana, que neste ano ocorrerá no fim de agosto.

Sobre o caso, o chefe da diplomacia saudita, Abel al Yubeir, afirmou que todos os peregrinos são bem-vindos, incluindo os do Catar. Além disso, disse que seu país continua facilitando a viagem de todos os muçulmanos que desejem fazer a peregrinação.

O chanceler saudita alertou que quanto mais a relação entre o Catar e o Irã se intensificar, mais o emirado terá problemas.

Por sua vez, o ministro de Relações Exteriores do Egito, Sameh Shukri, disse que, em caso de acordo, os países devem criar uma "ferramenta" para dar sequência à aplicação do que for firmado.

O encontro de hoje já tinha sido previsto pelos quatro países quando foi anunciado o rompimento das relações diplomáticas com o Catar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos