Venezuelanos realizam protestos contra Assembleia Constituinte nos EUA

Miami (EUA), 30 jul (EFE).- Grupos de venezuelanos residentes nos Estados Unidos realizaram protestos neste fim de semana contra o processo que consideram "inconstitucional", de convocação de Assembleia Nacional Constituinte no país.

Manifestações foram registradas na cidades de Tampa, na Flórida, Houston, no Texas, São Francisco, na Califórnia, Chicago, em Illinois, entre outras.

Diferente do que acontece na Venezuela, onde diversos confrontos dos opositores com forças de segurança locais vêm acontecendo, os atos nos EUA, realizados desde ontem, transcorreram sem qualquer incidente.

Os venezuelanos foram convocados neste domingo para votar nos membros da Assembleia Nacional Constituinte, que redigirá nova Constituição e terá poder para reordenar o Estado.

Segundo garante representantes da coalizão de oposição Mesa da Unidade Democrática (MUD), no sul da Flórida, o presidente Nicolás Maduro força um "processo Constituinte fraudulento", que visa desarticular as instituições democráticas da Venezuela.

A convocação da votação foi rejeitada por diversos congressistas e políticos americanos, como o governador da Flórida Rick Scott, que manifestou intenção de impedir qualquer negociação pública do Estado com organizações que respaldem o governo do país sul-americano.

Neste domingo, o "The Wall Street Journal" publicou que os Estados Unidos pretendem ampliar ao setor petrolífero da Venezuela, as sanções que vêm amplicando ao país, devido a convocação da Assembleia Nacional Constituinte.

As opções mais prováveis, de acordo com o "WSJ" seriam o veto as exportações de petróleo e produtos refinados americanos à Venezuela, além de restrições no uso do sistema bancário e ao sistema cambial dos EUA para a empresa estatal PDVSA.

Na quarta-feira, o governo dos EUA aumentou a pressão contra o plano do governo venezuelano de realizar a Assembleia Constituinteao sancionar 13 funcionários e ex-funcionários públicos venezuelanos, e alertou que, de caso a votação aconteça, poderia marcar o "fim da democracia na Venezuela".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos