Combates no nordeste da Síria matam 45 pessoas nas últimas 24 horas

Cairo, 31 jul (EFE).- Pelo menos 45 combatentes morreram nas últimas 24 horas em confrontos entre as forças leais ao presidente da Síria, Bachar al Assad, e o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na província síria de Al Raqa, no nordeste do país, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte detalhou que entre as vítimas há 17 soldados governamentais, um deles policial, e 28 integrantes do grupo jihadista.

Os combates aconteceram ao sul do rio Eufrates, em regiões desérticas do leste de Al Raqa, província em parte controlada pelo EI e cuja capital homônima está sendo assediada pelas Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, com o apoio dos Estados Unidos.

O Observatório acrescentou que, incluindo os últimos combates, o balanço de vítimas fatais da ofensiva governamental em Al Raqa subiu para 358 desde o dia 17 de julho, dos quais 156 são soldados do governo e 202 do grupo jihadista.

As forças de Assad estão enfrentando o EI em regiões desérticas de Al Raqa, da província de Hama, no centro do país, e bombardeiam posições jihadistas em Deir al Zor, uma das fortificações dos terroristas no nordeste do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos