Iraque afirma que 2 guardas afegãos morreram em ataque à embaixada em Cabul

Bagdá, 31 jul (EFE).- Dois guardas de segurança afegãos morreram nesta segunda-feira em um atentado contra a embaixada iraquiana em Cabul, segundo informou o governo do Iraque.

Além disso, o encarregado de negócios da legação iraquiana foi levado à embaixada do Egito, acrescentou o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores iraquiano, Ahmad Yamal.

O ministério afirmou que está tentando transferir outros dois funcionários da embaixada e salientou que está em contato com as autoridades afegãs.

Um comando atacou hoje a embaixada iraquiana, onde um terrorista detonou os explosivos que levava para abrir a passagem para outros três, que iniciaram um tiroteio contra as forças de segurança, segundo detalhou à Agência Efe o porta-voz do Ministério de Interior afegão, Najib Danish.

O EI reivindicou o atentado, de acordo com três comunicados publicados na internet pela agência "Amaq", vinculada aos jihadistas, e cuja autenticidade não pôde ser comprovada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos