Itália resgata 500 imigrantes e recupera 8 corpos no Mediterrâneo

Roma, 1 ago (EFE).- A Guarda Costeira da Itália coordenou nesta terça-feira o resgate de 500 emigrantes e recuperou oito cadáveres em quatro botes que navegavam à deriva no mar Mediterrâneo com a intenção de chegar à Europa.

Os funcionários da Guarda italiana disseram à Agência Efe que os resgatados estavam a bordo de quatro botes que tinham partido da Líbia e com os quais tentavam chegar à Itália.

Foram realizadas quatro operações no Mediterrâneo que já finalizaram e que estiveram coordenadas pelo Centro Operativo da Guarda Costeira de Roma, dependente do Ministério de Transportes italiano.

A Guarda Costeira italiana detalhou que as operações acabam de concluir, razão pela qual não podem oferecer dados concretos sobre nacionalidades ou se entre os socorridos há crianças ou mulheres grávidas.

Os resgates acontecem apenas uma semana depois que 13 imigrantes foram achados mortos no Mediterrâneo em uma embarcação na qual navegavam junto a outras 167 pessoas.

A emergência migratória é um dos desafios mais importantes da Europa e um dos assuntos que mais preocupa à Itália.

De fato, o governo italiano propôs enviar navios militares às águas da Líbia para combater as redes de tráfico de pessoas, uma medida que será debatida amanhã na Câmara de Deputados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos