Senado dos EUA aprova Christopher Wray como novo diretor do FBI

Washington, 1 ago (EFE).- O Senado dos Estados Unidos confirmou nesta terça-feira Christopher Wray como novo diretor do FBI, para o lugar de James Comey, que foi demitido de forma surpreendente pelo presidente do país, Donald Trump, em maio.

A nomeação de Wray contou com 92 votos a favor e apenas cinco contra. Deste modo, ele passará a liderar o FBI, uma agência policial chave na inteligência dos EUA, em plena investigação sobre a suposta interferência da Rússia nas eleições presidenciais do ano passado e os possíveis vínculos entre Moscou e a campanha de Trump, o então candidato republicano.

Não eram esperadas surpresas na votação, já que a oposição democrata tinha expressado seu apoio a Wray.

"É realmente importante que tenhamos a um diretor do FBI forte. Não pode haver manipulação", disse Dianne Feinstein, a senadora democrata de maior categoria no Comitê Judiciário da Câmara alta.

A investigação da trama russa está a cargo do procurador especial Robert Mueller, ex-diretor do FBI e que foi nomeado pelo Departamento de Justiça.

Durante as audiências de confirmação, o novo diretor defendeu sua independência e o respeito à Constituição.

"Nunca permitirei que o trabalho do FBI seja conduzido por algo mais que os fatos, a lei e a busca imparcial da justiça. Ponto", afirmou Wray aos senadores em relação à polêmica criada por Trump, que pediu "lealdade" a Comey pouco antes de demiti-lo.

"A minha lealdade é à Constituição e ao império da lei, e continuarei respondendo a eles", destacou o então candidato a liderar a agência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos