Alemão é preso por pagar para assistir abusos de menores ao vivo na internet

(Corrige guia).

Berlim, 2 ago (EFE).- As forças de segurança alemãs informaram nesta quarta-feira sobre a detenção de um homem de 48 anos acusado de pagar para assistir ao vivo na internet "graves abusos sexuais a menores".

O Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA) explicou em um comunicado que o suspeito foi detido ontem em Altötting (sul da Alemanha) a pedido da Promotoria de Traunstein.

O detido recorria à prática denominada pela polícia "webcam child sex tourism" (turismo sexual com menores através de câmeras de internet), pela qual um cliente paga para assistir de forma remota através de internet aos abusos a um menor no exterior, e inclusive por poder dar instruções ao pedófilo ativo.

A BKA considera que o detido é "punível de igual maneira" que o autor material dos abusos, já que - como cliente e "instigador" dos fatos - tem "possibilidades de influenciar" sobre o autor dos abusos e da vítima.

Na revista à casa depois da detenção do suspeito, a polícia expropriou de material pedófilo.

O detido foi preso preventivamente após comparecer hoje perante o juiz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos