Conhecido ativista morre durante seu cativeiro em prisão síria

Beirute, 2 ago (EFE).- O conhecido ativista e defensor dos direitos humanos Basel Jartabil morreu durante seu cativeiro em uma prisão síria, após permanecer detido por mais de cinco anos, informou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG destacou que seus familiares acusam às forças governamentais de tê-lo executado após ter sido transferido à Prisão Central de Damasco, sem oferecer mais detalhes.

Em 15 de março de 2012, Jartabil foi detido pelos serviços da Inteligência Militar e esteve isolado até que foi transferido à prisão de Adra, ao norte de Damasco, em dezembro daquele ano.

Durante esse período, sofreu torturas e abusos até que em outubro de 2016 conseguiu comunicar-se com sua família para informar que seria transferido a um local desconhecido, segundo denunciaram então várias ONGs.

Desde então, Jartabil esteve desaparecido e houve preocupação por sua vida.

De 34 anos e origem palestina, o falecido era engenheiro informático de profissão e trabalhou como desenvolvedor de sites e de softwares.

Antes da sua detenção, empregou seus conhecimentos para ajudar a melhorar a liberdade de expressão e o acesso à informação através da internet.

Além disso, criou o Creative Commons na Síria, uma organização sem fins lucrativos que permite compartilhar trabalhos artísticos e de outros tipos com o uso de instrumentos legais.

A revista "Foreign Policy" o colocou em 2012 em sua lista dos 100 pensadores globais por "insistir, apesar das dificuldades, em uma revolução pacifica na Síria".

Segundo dados do Observatório, mais de 60.000 pessoas morreram na Síria desde o início do conflito em 2011 durante sua detenção em prisões governamentais por torturas e privação de comida e medicamentos.

A ONG conseguiu verificar os nomes de 14.708 deles, entre os quais há 118 menores e 57 mulheres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos