Em meio à crise diplomática, Catar compra 7 navios de guerra da Itália

Cairo, 2 ago (EFE).- O Catar anunciou nesta quarta-feira a compra de sete navios de guerra da Itália por 5 bilhões de euros, em plena crise diplomática com seus vizinhos do golfo Pérsico.

O anúncio foi feito pelo ministro de Assuntos Exteriores catariano, Mohamed bin Abderrahman al Zani, e seu homólogo italiano, Angelino Alfano, em uma coletiva de imprensa conjunta em Doha transmitida pela televisão.

Durante a coletiva, Al Zani reiterou seu apelo a uma solução diplomática à crise, louvou os esforços mediadores do Kuwait, principalmente, e dos Estados Unidos, e voltou a criticar os quatro países que aplicam um bloqueio econômico sobre Doha: Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito.

Al Zani afirmou que a cúpula realizada pelos quatro ministros de Exteriores desses países no último final de semana em Manama "revelou suas contradições" e "mostrou que não têm boas intenções".

Em Manama, o quarteto manteve suas exigências para normalizar as relações com Doha, reivindicando que o Catar deixe de apoiar e financiar o terrorismo e não intervenha nos assuntos internos dos países árabes.

O quarteto rompeu suas relações com o Catar no último dia 5 de junho e, além disso, aplicou uma série de represálias econômicas, fechando suas fronteiras terrestres e marítimas e seu espaço aéreo.

Nesta segunda-feira, o Catar solicitou à Organização Mundial do Comércio (OMC) a abertura de um processo de consultas no marco de uma disputa comercial com Arábia Saudita, Bahrein e Emirados Árabes Unidos pelo bloqueio comercial ao qual estes três países lhe submeteram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos