Guarda venezuelana ocupa salão do Parlamento para instalação de Constituinte

Caracas, 2 ago (EFE).- A Guarda Nacional Bolivariana (GNB) ocupou nesta quarta-feira um salão do Parlamento venezuelano, de maioria opositora ao governo do presidente Nicolás Maduro, como parte dos preparativos de segurança para a instalação da Assembleia Nacional Constituinte, disse à Agência Efe uma fonte ligada ao Legislativo.

Os agentes da GNB entraram no salão elíptico do Palácio Federal Legislativo na noite desta quarta-feira, como parte dos preparativos de segurança.

Durante a ocupação, o presidente do Parlamento, o opositor Julio Borges, garantiu que a Guarda Nacional perdia tempo, já que, segundo ele, a Constituinte é uma "fraude". Além disso, afirmou que os deputados seguirão trabalhando normalmente no local.

A oposição e os diversos agentes sociais que são contra a Constituinte veem neste processo convocado sem um referendo prévio de aprovação uma forma de Maduro de "consolidar a ditadura" na Venezuela.

"Seguiremos ao lado do povo, e com apoio da comunidade internacional, em sessões na sede da Assembleia Nacional, pela liberdadeda Venezuela", escreveu Borges, hoje, no Twitter.

De acordo com a convocação das eleições feita pelo presidente Nicolás Maduro, a Assembleia Nacional Constituinte é um órgão que será instalado na sede do Poder Legislativo do país, com poder de eliminar a imunidade parlamentar e dissolver instituições do Estado que são críticas ao governo.

A Constituinte foi eleita no meio de uma grave crise política e social, além de uma onda de manifestações iniciada em 1º de abril, que já deixaram, pelo menos, 121 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos