Presidente das Filipinas critica e xinga líder da Coreia do Norte

Manila, 2 ago (EFE).- O controverso presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, chamou nesta quarta-feira de "filho da puta" o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e lhe acusou de "jogar com brinquedos perigosos" que podem destruir a região.

"Esse filho-da-puta... se cometer um erro, o distante Oriente se transformará em uma terra desértica", disse Duterte, em referência ao programa de armas atômicas do ditador de Pyongyang.

O governante filipino também ironizou a "cara rechonchuda que parece amável" de seu homólogo norte-coreano, a quem chamou de "tonto" durante um discurso a funcionários em uma cerimônia pública transmitida pela televisão.

Duterte argumentou que, se houver um conflito nuclear na península coreana, ainda que seja limitado, a chuva radiativa "pode destruir o solo e os recursos, e quem sabe o que acontecerá" nas Filipinas e outros países da região.

Os comentários do chefe de Estado filipino levam mais tensão ao ambiente a apenas três dias do início em Manila da reunião de ministros de Relações Exteriores da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

A expectativa é que o conflito da península coreana seja um dos principais assuntos na agenda, já que participarão como convidados da reunião os chanceleres de ambas Coreias, EUA, China, Rússia e Japão, países envolvidos nas falidas conversas para a desnuclearização de Pyongyang.

A Coreia do Norte, que alcançou fortes avanços no seu programa de armas nucleares desde a chegada ao poder de Kim Jong-un em 2011, lançou na sexta-feira passada seu segundo míssil balístico intercontinental em apenas um mês e assegurou que todo o território dos EUA está ao alcance dos seus projéteis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos