FBI captura nos EUA especialista que deteve expansão do vírus "WannaCry"

Washington, 3 ago (EFE).- O FBI capturou nesta quarta-feira um especialista em cibersegurança que em maio encontrou a maneira de conter a expansão do vírus "WannaCry", que afetou importantes serviços públicos e empresas em toda a Europa.

Segundo informou nesta quinta-feira o portal "Motherboard", o britânico Marcus Hutchins, de 23 anos, foi detido após participar das conferências de hackers Defcon e Black Hat, em Las Vegas (Nevada), por supostamente ter compartilhado na rede um vírus "cavalo de Troia".

Segundo o "Motherboard", que cita como fonte um amigo de Hutchins, o especialista em cibersegurança foi transferido a uma prisão em Nevada e posteriormente enviado a outro centro penitenciário e seus próximos não conseguiram entrar em contato com ele nem saber detalhes de seu paradeiro.

Um porta-voz do Departamento de Justiça detalhou à "CNN" que a detenção de Hutchins, também conhecido como "MalwareTech", se deve ao seu "papel na criação e distribuição do vírus bancário 'Kronos'".

O hacker teria criado e distribuído online o vírus, desenvolvido para abrir uma porta de acesso difícil de detectar para permitir invasões e roubos de dados.

Hutchins ficou conhecido em maio ao descobrir que o vírus "WannaCry" podia ser desativado registrando uma endereço com o qual o vírus tentava se conectar para determinar se devia continuar com o ataque ou operar em modo de testes.

Esse simples truque permitiu conter a expansão do vírus, que bloqueava equipamentos informáticos e exigia o pagamento de um resgate de 300 dólares, e que afetou mais de 150 países, inclusive o Serviço de Saúde britânico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos