"NYT" apoia sanções a Maduro devido a seu movimento rumo a uma "ditadura"

Nova York, 3 ago (EFE).- O jornal "The New York Times" apoiou nesta quinta-feira as sanções impostas pelo Governo dos Estados Unidos ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ao qual acusou de ter entrado em um movimento rumo a uma "ditadura".

Em editorial, o jornal lembra que as sanções americanas contra o presidente venezuelano o colocam junto a outros líderes como o sírio Bashar al Assad, o norte-coreano Kim Jong-un e o zimbabuano Robert Mugabe, cuja "cobiça pelo poder levou seus países à ruína".

"Já não há dúvida que este seja o lugar que corresponde ao do senhor Maduro", defendeu o "NYT", lembrando a difícil situação econômica da Venezuela e a recente eleição de uma Assembleia Nacional Constituinte impulsionado pelo Executivo.

O texto, intitulado "O caminho para a ditadura do senhor Maduro", considera que, por enquanto, a via das sanções contra figuras do Governo venezuelano é a melhor para pressionar a favor de uma saída para a crise no país latino-americano.

No entanto, o "NYT" destaca que a pressão dos EUA não é suficiente e deve ser acompanhada de medidas por parte da União Europeia e dos países latino-americanos.

O objetivo, apontou o jornal, deve ser conseguir que Maduro negocie com a oposição e garanta eleições livres, o respeito às instituições democráticas, a liberdade dos presos políticos e que se permita o fornecimento de ajuda humanitária internacional de que a população necessita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos