"Venezuela tem que ser suspensa definitivamente do Mercosul", afirma Macri

Buenos Aires, 3 ago (EFE).- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou nesta quinta-feira que a Venezuela "tem que ser suspensa definitivamente" do Mercosul, por considerar que no país se violam "sistematicamente" os direitos humanos.

"Estamos chegando a um consenso em toda América Latina e no mundo todo para condenar o governo de Nicolás Maduro, uma vez que os venezuelanos estão em uma situação realmente ruim. A vida perdeu valor perante o mau trato, o abuso e a violência, declarou o governante argentino em uma entrevista à emissora "Radio Brisas".

Para Macri, é "inaceitável" o que está ocorrendo na Venezuela, que, em sua opinião, "há tempos deixou de ser uma democracia, e se violam sistematicamente os direitos humanos".

Macri fez estas declarações após ser consultado pela reunião que os chanceleres do Mercosul terão neste sábado no Brasil para tomar uma decisão "definitiva" sobre o país caribenho com base no Protocolo de Ushuaia, que inclui a cláusula democrática, com a qual se pode estabelecer a suspensão política de um membro do bloco.

Na última cúpula do Mercosul - integrado por Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai, e do qual a Venezuela foi suspensa em dezembro do ano passado -, que aconteceu na cidade argentina de Mendoza em 21 de julho, o bloco enviou uma nota à Venezuela para pedir-lhe a abertura de um processo de diálogo.

A cláusula democrática deste protocolo obriga que os países-membros façam um processo de consulta com o país onde se rompeu a ordem institucional antes de adotar qualquer outra medida. Se isto resultar infrutífero, o Mercosul poderá considerar a natureza das medidas que deve aplicar.

O presidente argentino também mostrou hoje seu apoio ao titular do bloco governista Cambiemos na Câmara de Deputados, Mario Negri, que ontem solicitou que se retire a Ordem do Libertador San Martín com a qual a ex-presidente Cristina Kirchner condecorou Nicolás Maduro em 2013.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos