Evo Morales comemora início da Assembleia Constituinte na Venezuela

La Paz, 4 ago (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, comemorou nesta sexta-feira o início da Assembleia Constituinte na Venezuela e considerou que se trata de um processo de liberdade frente à "intervenção" dos Estados Unidos.

"Saúdo e felicito o início da Constituinte venezuelana, democrática e revolucionária. Novo processo de libertação contra a intervenção dos EUA", disse Evo em sua conta no Twitter.

O presidente boliviano expressou nos últimos dias pleno apoio a seu homólogo venezuelano, Nicolás Maduro, e à eleição dos 545 constituintes na votação de domingo.

A Constituinte da Venezuela foi instalada no Palácio Federal Legislativo, apesar das graves denúncias de fraude no processo.

Em um discurso, o Evo também criticou o comunicado assinado pelos ex-presidentes bolivianos Jorge Quiroga (2001-2002) e Carlos Mesa (2003-2005), o governador da região de Santa Cruz (este), Ruben Costas; o prefeito de La Paz, Luis Revilla, e o empresário opositor e ex-candidato presidencial Samuel Doria Medina.

O presidente da Bolívia disse que quem assinou o comunicado "está submetido ao império americano" e que questionar "a gestão do irmão Maduro" serve para "facilitar qualquer intervenção" na Venezuela.

Esses dirigentes bolivianos pediram a dissolução da Constituinte na Venezuela e, ao mesmo tempo, convocaram uma imediata eleição presidencial como uma forma de resolver a crise no país.

Os políticos opositores destacaram em seu pronunciamento que representam "uma parte importante" do povo boliviano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos