Opositor Antonio Ledezma retorna à prisão domiciliar em Caracas

(Corrige nome de mulher de Ledezma)

Caracas, 4 ago (EFE).- O prefeito metropolitano de Caracas, Antonio Ledezma, retornou à prisão domiciliar com o aval do serviço de inteligência da Venezuela, o mesmo que tinha levado o político à penitenciária em 1 de agosto, informou nesta sexta-feira sua esposa, Mitzy Ledezma, através do Twitter.

"Informo ao país que há minutos supreendentemente Antonio foi trazido pelo SEBIN à nossa residência. Volta para casa para cumprir sua pena", escreveu Mitzy na conta do Twitter de seu marido.

Mitzy acrescentou que Ledezma "disse ao entrar em casa que retorna com a angústia de saber que Leopoldo e mais de 600 presos políticos seguem atrás as grades".

O Serviço Bolivariano de Inteligência (SEBIN) tirou na madrugada de 1 de agosto o dirigente opositor de sua casa, cena que foi divulgada através das redes sociais por sua esposa, que juntou as imagens gravadas por uma vizinha no momento da detenção.

Hoje está previsto o primeiro ato institucional da Assembleia Constituinte integrada unicamente por representantes afins ao Governo de Nicolás Maduro na sede de Parlamento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos