Rússia resgata quase todos trabalhadores presos em mina de diamantes

Moscou, 4 ago (EFE).- As equipes de emergência da Rússia resgataram nesta sexta-feira quase todos os mineiros presos após uma inundação na mina de diamantes Mir, na república siberiana de Yakutia, informou a empresa estatal Alrosa, proprietária da jazida.

"Foram resgatados 133 trabalhadores, suas vidas não correm perigo", disse o chefe da Alrosa, Serguei Ivanov, em um comunicado.

O executivo acrescentou que continua a operação de resgate, na qual participam mais de 100 socorristas, já que "nove trabalhadores da mina seguem desaparecidos".

Segundo o Ministério para Situações de Emergência da Rússia, até o momento se tinha estabelecido contato com 134 trabalhadores dos 151 mineiros que se encontravam na jazida.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, encarregou o ministro de Emergências, Vladímir Puchkov, de viajar ao local do acidente para supervisionar os trabalhos de resgate e dirigir a investigação.

O acidente aconteceu na mina Mir, responsável por 11% da produção de Alrosa, a maior extratora de diamantes do mundo.

A jazida começou a ser explorada a céu aberto em 1955, mas desde 2009 a extração era realizada apenas de maneira subterrânea.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos