Kagame vence eleições em Ruanda com 98% dos votos, segundo projeção oficial

Kigali, 5 ago (EFE).- O presidente de Ruanda, Paul Kagame, venceu as eleições realizadas ontem no país africano com 98,66% dos votos e garantiu assim seu terceiro mandato, segundo os resultados provisórios divulgados neste sábado pela Comissão Eleitoral.

Com 80% da apuração concluída, Kagame liderava 98,66% dos votos. Frank Habineza, líder do Partido Verde Democrático de Ruanda (DGPR), tinha 0,45%, e o candidato independente Phillippe Mpayimana, 0,72%.

A Comissão Eleitoral informou que os resultados definitivos serão divulgados ainda hoje, mas não são esperadas mudanças significativas.

Ontem, em plena jornada eleitoral, os apoiadores de Kagame já comemoravam a vitória na capital, na Kigali, que contava com forte esquema de segurança, e em cidades de sua região metropolitana.

Este aparente ambiente de união e reconciliação no país contrasta com as denúncias de organizações internacionais de um "clima de terror" para oprimir vozes críticas.

Por exemplo, durante a campanha e com o pretexto de proteger a coesão nacional, a comissão eleitoral impôs censura prévia às mensagens dos candidatos nas redes sociais.

Kagame, de 59 anos, proclama sua vitória nas eleições desde 2015, quando 98% dos eleitores o aprovaram em um referendo para modificar a Constituição e derrubar o limite de dois mandatos presidenciais.

Nas primeiras eleições que disputou para o cargo, em 2003, Kagame obteve 90% dos votos, e nas de 2010, sem uma oposição genuína, recebeu 93%.

Analistas políticos locais alegam que a causa destas grandes margens nos resultados a favor de Kagame são a paz e a prosperidade proporcionadas por seu governo e também o temor de que voltem à tona as tensões étnicas que levaram ao genocídio de 1994, quando 800 mil tutsis e hutus moderados morreram em cem dias de violência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos