Forças sírias matam 64 terroristas em combates nas últimas 24 horas

Cairo, 6 ago (EFE).- Pelo menos 64 combatentes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nas últimas 24 horas em confrontos com as forças leais ao governo da Síria nas províncias de Hama, Homs e Al Raqa, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Segundo a ONG, 30 jihadistas foram abatidos na localidade de Al Sujna, no leste de Homs, enquanto 18 terroristas morreram na região desértica oriental de Al Raqa e outros 16 na do leste de Hama.

Nestes combates, os soldados fiéis ao presidente sírio, Bachar al Assad, com o apoio da aviação russa, avançaram por zonas até agora dominadas pelo EI.

Na província de Al Raqa, as forças governamentais chegaram a quatro quilômetros da localidade de Maadan, a sudeste da capital regional homônima, que está sendo atacada pelas Forças da Síria Democrática (FSD), aliança liderada pelas milícias curdas e apoiadas pelos Estados Unidos.

Segundo a mesma fonte, neste sábado as tropas de Damasco tomaram o povoado de Al Sujna, reduto dos jihadistas no leste de Homs, após oito dias de intensos combates.

Al Sujna é a última localidade de Homs antes da fronteira com a província de Deir al Zor, dominada quase que totalmente pelo EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos